SOBRE A RHIO'S


Jovens recém-graduados voltam a morar com os Pais

February 3, 2011 às 14:42 por

Recentemente, ao verificarmos nosso grupo de discussão “Students and Recent Grads” no LinkedIn, nos deparamos com o seguinte tópico:

“Qual é a sua opinião sobre os chamados “bumerangues”?

“Olá pessoal!

Eu me deparei com um artigo no Huffington Post, que fala sobre a atual quantidade de formandos que retornam para casa de seus pais após sua graduação (denominados neste, de bumerangues). Estou nesta situação e acho que esse artigo estereotipa os “bumerangues”, como se houvesse uma nuvem de vergonha sobre nossas cabeças, devido à frustração de nossas expectativas – Eu não acho que deva ser o caso! Porém, todos temos dias ruins de vez em quando. Quais são suas opiniões sobre o assunto?”

Primeiramente, é importante refletir um pouco sobre o bumerangue. Apesar de ser utilizado como objeto desportivo ou de lazer, principalmente por crianças e adolescentes, o bumerangue possui uma variação chamada “Kylies”, que foi originalmente produzida por caçadores para abaterem suas presas. Mas qual é a finalidade do bumerangue? É um objeto que, quando arremessado, retorna ao local de origem do arremesso, devido à sua aerodinâmica. Porém, nem sempre sua trajetória é completada. Seu retorno depende, e muito, da forma como é arremessado.

Se os jovens universitários ou recém-graduados de nível superior que voltam a residir com seus pais após a graduação são semelhantes a bumerangues, devemos, pois, considerar todos os fatores envolvidos na dinâmica do arremesso e retorno destes, antes de opinarmos sobre o assunto.

Muitos desses jovens sofrem cobranças absurdas, como se a escolha de um curso universitário fosse fundamental para sua auto-realização, ou se esta lhe garantisse um retorno financeiro e um posicionamento no mercado de trabalho em nível globalizado.

Nos dias de hoje, existe um “arremesso”, por parte das pressões psicológicas que o jovem sofre, que o direciona a cursos e profissões consideradas “seguras” e “promissoras”, que mais nos fazem lembrar de fábulas e mitos, mas que correspondem à realidade pós-moderna atual. Quanto mais intenso for esse “arremesso” do jovem, repleto de expectativas e fantasias, na mesma proporção será seu retorno, abatido em meio às frustrações e angústias de promessas ilusórias, sustentadoras de seu curso universitário “ideal”.

Devido ao modelo de pensamento ocidental, tanto os jovens como seus familiares buscam razões para a fantasia, do porque o curso universitário não se transformou em realidade, projetando a culpa do investimento frustrado, geralmente, no próprio jovem.

Por isso é comum, em meio a decepções, os jovens “bumerangues” se acomodarem, aceitando empregos burocráticos que lhes oferecem uma renda mínima, ou inscrevendo-se em concursos públicos, objetivando a idealizada “estabilidade” perdida.

O fenômeno contemporâneo de jovens bacharéis sem atuação no mercado é conseqüência da falta de investimento em planejamento de carreira. Este é fundamental para que o estudante desenvolva as potencialidades que possui, sob a orientação de profissionais, a partir de seu autoconhecimento.

O estudante universitário não deve considerar apenas suas aulas como itens importantes em sua formação. Afinal, o mercado de trabalho não se movimenta em articulações teóricas. A carreira a ser construída deve ser amparada pela teoria, mas seu alicerce está em sua prática. Assim, o estágio, para o universitário, é um essencial componente de sua formação.

Os jovens “bumerangues” voltam a residir com seus pais porque, além de não terem planejado suas carreiras, não adquiriram diferenciais competitivos de mercado.

Dentro deste contexto e com base em profundo conhecimento das indústrias de sua atuação e do mercado de trabalho em nível mundial, a RHIO’S RECURSOS HUMANOS desenvolveu o Programa para Estágio RHIO’S UTP, que busca capacitar, com diferenciais inovadores e altamente competitivos, o jovem universitário em seu processo de transição entre a vida acadêmica e a vida profissional.

A qualidade dos Programas e serviços da RHIO’S evidencia-se nas relações contínuas que ela estabelece com empresas no Brasil e no exterior, clientes das indústrias acima mencionadas.

O Programa para Estágio RHIO’S UTP possui duas Etapas. A Etapa inicial é uma Etapa de Capacitação, durante a qual o jovem estudante ou o recém-graduado de nível superior deverá adquirir todas as ferramentas necessárias para a construção da Carreira profissional escolhida, de modo a poder alcançar sua primeira oportunidade de estágio relacionada não simplesmente ao seu curso de graduação, mas diretamente à carreira desejada.

A segunda Etapa é a Etapa de Estágio propriamente dita, que será alcançada pelo jovem estudante que for aprovado na Etapa de Capacitação. Esta será realizada em empresas inseridas nas indústrias de atuação da RHIO’S.

A partir do Programa para Estágio RHIO’S UTP, o jovem estudante ou o recém-graduado de nível superior estará apto a desenvolver sua carreira profissional de forma direcionada, consciente e rumo ao sucesso.

 


Denise Retamal
Denise Retamal
Diretora Executiva da RHIO'S Recursos Humanos. Possui mais de 20 anos de experiência nas indústrias de Mineração e de Alta Tecnologia. Especialista em Gestão de Recursos Humanos, com forte atuação em Recrutamento e Seleção de Executivos, Gerentes e de Equipes completas para novos Projetos em nível mundial.

Deixe um comentário

(required)

(required)